RADIOWEB ZUMBI DOS PALMARES

domingo, outubro 16, 2016

MORTALIDADE MATERNA PODE DOBRAR EM JP


Terlúcia: negras sem pré-natal | Fotos: Dalmo Oliveira
Movimentos sociais apontam racismo institucional

O alerta surgiu com a morte da relações públicas Adjane Ferreira, 29, falecida depois de um ataque cardíaco em casa depois de ser liberada, sem passar por observação médica. O óbito foi registrado no último dia 4 em João Pessoa e piorou a estatística da mortalidade materna na capital paraibana. Agora temos dez mulheres que morreram devido a complicações durante ou logo após o parto.