RADIOWEB ZUMBI DOS PALMARES

terça-feira, julho 05, 2011

Quilombolas serão priorizados pelo INCRA

O INCRA vai ampliar suas ações junto às comunidades quilombolas na Paraíba. A garantia foi feita ontem pelo novo superintendente do órgão, Lenildo Dias Morais, durante a solenidade de posse em João Pessoa. “Vamos fazer um trabalho permanente, vamos fazer com que o INCRA se aproxime mais dessas comunidades e faça mais ações voltadas para as comunidades quilombolas”, disse.
Lenildo: olhar especial para quilombolas (Fotos: Dalmo Oliveira)


Com um evento bastante concorrido, o auditório da autarquia, no Bairro dos Estados, ficou pequeno para a quantidade de convidados. Entre as autoridades presentes, destaque para todos os deputados petistas a começar pelo Frei Anastácio, ex-superintendente do órgão, acompanhado de Luciano Cartaxo e  de Anísio Maia. O deputado Branco Mendes (DEM) também compareceu. O staff  da Secretaria de Agricultura também compareceu em peso. Presenças também do superintendente federal da Agricultura no Estado da Paraíba, Hermes Barbosa, do superintendente da Conab, Ângelo Viana, da chefe adjunta de administração da Embrapa Algodão, Maria Auxiliadora Lemos, e de várias lideranças dos movimentos sociais ligados à questão da terra.

Dilei Aparecida Schiochet, representante do MST na Paraíba, lembrou que “a reforma agrária é a grande bandeira que nós temos pra resolver os problemas sociais desse país.  Você assume a bandeira mais radical que a esquerda tem nesse país, que é a democratização da terra”.
Dilei: "Direita quer enterrar reforma agrária" 

Marenilson Batista, secretário de agricultura da Paraíba, destacou a militância sindical que os dois tiveram no SINPAF e revelou que, no período em que Lenildo trabalhou noutros estados, sempre acalentou o sonho de voltar à Paraíba. Batista apontou alguns desafios ao novo gestor. O primeiro relacionado ao caráter de servidor público do cargo. O segundo ponto é da necessidade de interagir com outros órgãos e setores sociais, entendendo que as políticas públicas para reforma agrária não devam ficar restritas ao INCRA e ao MDA. Destacou ainda que o Governo Ricardo Coutinho é parceiro da agricultura familiar.

Batista: colega da Embrapa comandando agricultura do Estado
Lenildo Morais começou seu discursou destacando o papel dos servidores do INCRA, dizendo que eles desempenham uma atividade de Estado e que muitas vezes não são compreendidos. “A pauta desta instituição vai ser positiva”, assegurou Morais. “A implementação da pauta de uma instituição como o INCRA requer muita articulação. Lenildo citou o geógrafo Milton Santos: “O assentamento é um espaço político!”. Ele disse reconhecer que dentro dos assentamentos da reforma agrária ocorre o modo de vida dos agricultores, com toda sua diversidade.  Ele garantiu que vai ser um aliado dos servidores e que pretende administrar com ousadia.

Ele disse que o gestor anda sobre o fio da navalha, observado pelos órgãos de controle. “Não pode cair nem prum lado, nem por outro e nem pode se cortar!”, ponderou. Morais reforçou seu compromisso com a eficiência, com a celeridade e com transparência. “Vamos estabelecer vários colegiados aqui dentro”, asseverou. Ele também disse que vai estipular metas para todos os setores do INCRA e outros parâmetros de gestão, para dar respostas aos movimentos e à sociedade. Por fim, Lenildo disse que pretende contribuir com o desenvolvimento do campo com sustentabilidade, respeitando sua diversidade e a convivência com o Semiárido. 

Nenhum comentário: