RADIOWEB ZUMBI DOS PALMARES

terça-feira, abril 21, 2015

ACESSO ÀGUA E À TERRA INICIAM DISCUSSÕES SOBRE SEGURANÇA ALIMENTAR EM PATOS

Nas cidades miséria e insegurança alimentar caminham juntas 
A cidade de Patos, no sertão da Paraíba, sedia nestas quarta e quinta-feira (22 e 23) as duas primeiras etapas preparatórias da Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional na Paraíba (CESAN-PB). Os eventos ocorrerão no auditório central da Universidade Federal de Campina Grande, localizado no bairro de Santa Cecília.



“Acesso à terra e água” será o tema central do evento temático que vai ocorrer durante toda a quarta-feira das 8h30 às 17 horas. No dia seguinte, no mesmo horário e local, ocorre a conferência regional, com previsão de reunir cerca de 200 pessoas de vários municípios da região do Médio Sertão. O evento tem como tema “Comida de verdade no campo e na cidade: por direitos e soberania alimentar”, e vai se pautar por três eixos temáticos: Comida de verdade: avanços e obstáculos para a conquista da alimentação adequada e saudável e da soberania alimentar; Dinâmicas em curso, escolhas estratégicas e alcances da política pública; Fortalecimento do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional.
Arimatéia, Vanúbia Martins e Valdir: sociedade discute produção de alimentos| Foto: Hermando Andrade

Segundo Arimatéia França, presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar da Paraíba (CONSEA-PB), no dia 22 os participantes deverão discutir o acesso à terra e aos recursos hídricos como condição sine qua non para a produção de alimentos. “É um momento que queremos dar voz aos setores organizados que produzem alimentos, especialmente, os agricultores familiares. O evento pretende ser um momento para avaliarmos criticamente o processo de reforma agrária e os projetos em andamento para a garantia de fornecimento de água na região semiárida, especialmente a questão do que será feito com as águas dos canais da transposição do Rio São Francisco, que abastecerão a Paraíba através de dois eixos que já estão em fase de construção no Alto e no Médio Sertão”, informa o ativista.
Na quinta-feira a conferência regional, prevista para receber 150 delegados e delegadas dos municípios da região vai discutir mais profundamente os direitos que a população tem à segurança e soberania alimentar, buscando dar mais um passo decisivo na afirmação de uma política pública no âmbito estadual. França diz que esse ano a CESAN será orientada para conferir, na prática, o que se avançou e as deficiências que ainda persistem para que os poderes públicos garantam esses direitos a todos os cidadãos e todas as cidadãs da Paraíba.
Nesse sentido, os participantes serão induzidos a avaliar as dinâmicas em curso, as escolhas estratégicas e o alcance desse tipo de política pública, visando ao fortalecimento de um Sistema Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional. “Vamos envolver mais de 1500 pessoas para buscar soluções na superação da insegurança alimentar na Paraíba, onde ainda mais de 500 mil pessoas, padecem sem a garantia da alimentação em quantidade, qualidade e regularidade. Contaremos com gestores municipais, estaduais e federais, assim como, representantes e dirigentes de diversas organizações, além de militantes e ativistas da sociedade civil organizada. Ao garantir segurança alimentar, cumpriremos a primeira grande meta dos Objetivos do Desenvolvimento do Milênio, que é acabar com a fome e com a miséria na nossa região”, afirma França.
O dirigente do CONSEA-PB acrescenta que o programa do Governo Federal “Brasil sem Miséria” potencializou esse esforço. O programa pretende retirar mais de 16 milhões de brasileiros da extrema pobreza. O Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), que coordena o projeto, iniciou um processo de busca-ativa para identificar brasileiros que permanecem em situação de insegurança alimentar.
Outra iniciativa que integra o esforço brasileiro nessa área é o programa “Brasil Carinhoso”, lançado em maio de 2012. A meta é a superação da miséria em todas as famílias com crianças de 0 a 6 anos, além de ampliar o acesso às creches, pré-escola e à rede pública de saúde. O benefício para superar a pobreza extrema é de pelo menos R$ 70 por pessoa, que é destinado a famílias extremamente pobres com crianças nessa faixa etária. O repasse do auxílio federal foi iniciado em junho de 2012, reduzindo a extrema pobreza total em 40%.
Além desses primeiros eventos em Patos, estão programadas mais seis conferências regionais e mais quatro conferências temáticas. A etapa estadual ocorrerá nos dias 20 e 21 de agosto, no Espaço Cultural, em João Pessoa. Veja abaixo as demais etapas que comporão a IV CESAN-PB:

30/04/2015
Conferencia Temática dos Povos Indígenas
Local: Pousada da Ocas – Baía da Traição

13/05/2015
Conferencia Regional do Cariri
Local: Câmara Municipal de Sumé
Rua Alice Japiassu de Queiroz, nº 52-Centro

20/05/2015
Conferencia Regional do Curimataú
Local: Centro Administrativo Municipal de Picuí

28/05/2015
Conferencia Regional do Agreste
Local: Faculdades UNESC
Praça Coronel Antônio Pessoa, 111- Centro – Campina Grande

02 e 03/06/2015
Conferencia Temática da População Cigana e Conferencia Regional do Alto Sertão
Locais: Centro Calon de Desenvolvimento Integral e Centro de Treinamento da Secretaria de Educação - Sousa/PB

11/06/2015
Conferencia Regional do Brejo
Local: Escola Estadual Emiliano de Cristo-Rua João Lordão, n°125-Bairro NE II - Guarabira

06 e 07/07/2015
Conferencia Temática “Étnico Racial” e Conferencia Regional do Litoral
Local: Auditório da Reitoria da UFPB “Milton Paiva” - João Pessoa-PB

20 e 21/08/2015
Conferencia Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional
Local: Espaço Cultural – João Pessoa/PB

Informações: 3218.6676


Nenhum comentário: