RADIOWEB ZUMBI DOS PALMARES

sexta-feira, junho 12, 2015

Conde recebe conferência indigenista

Tabajara realiza conferência indigenista no Conde | Fotos: Dalmo Oliveira
Para o Procurador Regional dos Direitos do Cidadão do Ministério Público Federal na Paraíba, José Godoy Bezerra de Souza, o estudo realizado recentemente pelo antropólogo Cláudio Badaró, encomendado pela Federação da Agricultura e Pecuária na Paraíba (FAEPA) e pelo Sindicato dos Produtores de Álcool (Sindálcool) e Associação dos Plantadores de Cana do Estado da Paraíba (ASPLAN), não tem base científica e nem se sustenta juridicamente.




A crítica do procurador foi feita na manhã desta sexta-feira, 12, durante a etapa estadual da primeira Conferência Nacional de Política Indigenista. O evento é uma realização da Presidência da República, Ministério da Justiça e da Fundação Nacional do Índio (FUNAI).


Nação tabajara reunida numa conferência autônoma discute principais problemáticas dessa população
“O estudo tem claramente um viés preconceituoso e atende apenas os interesses dos latifundiários e vai de encontro à Constituição Federal, que garante a autodeterminação dos povos tradicionais”, diz Godoy. Ele também apontou o sucateamento da FUNAI, por causa de interesses de setores contrários às causas indígenas, que fazem pressão junto ao Governo Federal.

Autonomia dos povos indígenas. Essa é a tônica do evento inédito, que ocorre hoje e amanhã no Hotel Pousada Maria Bonita, em Tabatinga, na Costa do Conde (PB). A conferência reúne nesta etapa apenas a nação Tabajara e vai discutir, entre outros temas, o “desenvolvimento sustentável de terras e povos indígenas”.

Nenhum comentário: